Vitaminas e Minerais

O nosso organismo não só precisa de hidratos de carbono, proteínas e gorduras, como também de vitaminas e minerais.
Estas substâncias denominam-se “micronutrientes” porque, apesar de se absorverem em quantidades muito pequenas, são indispensáveis para um bom funcionamento do organismo. As deficiências ou necessidades de vitaminas e minerais podem provocar problemas de saúde. 

Fruta

As Vitaminas

Existem dois motivos pelos quais se decidiu chamar de “Vitaminas” a estas substâncias: por um lado, trata-se de uma molécula necessária para as funções vitais e para o bom funcionamento do organismo; e por outro, esta molécula contém um grupo químico denominado “amino”, que permite defini-la como uma “amina”. E daí vem o nome Vitamina, querendo dizer, a “amina da vida”. 

De facto, as vitaminas são moléculas indispensáveis para o funcionamento dos processos vitais e para o fortalecimento do sistema mental e cognitivo. O organismo utiliza as vitaminas e minerais para crescer e desenvolver-se. Cada uma das vitaminas tem funções específicas, mas também colaboram em muitas funções do corpo para garantir o bom funcionamento do organismo: por exemplo, a vitamina A é fundamental para a visão, enquanto a vitamina D contribui para a saúde dos ossos e a Vitamina C, para além de contribuir para o bom funcionamento do sistema imunitário, também protege as células contra as oxidações indesejáveis. O ácido fólico (ou vitamina B9) é importante para o metabolismo dos aminoácidos e o crescimento correto do feto durante o período da gravidez. As Vitaminas do complexo B intervêm no metabolismo energético, mais concretamente, nas reações que libertam energia. O organismo não é capaz de produzir estas vitaminas, por isso devemos consumi-las através da dieta alimentar e , sempre que necessário, de suplementos alimentares. 

O poder das Vitaminas

No total, existem 13 vitaminas que se podem dividir em dois grupos: as vitaminas lipossolúveis e as vitaminas hidrossolúveis. As primeiras dissolvem-se nas gorduras, pelo que podem ser armazenadas nos tecidos adiposos. Falamos de Vitaminas como a vitamina A, vitamina D, vitamina E e vitamina K. 

Por outro lado, as vitaminas hidrossolúveis dissolvem-se na água. Falamos da vitamina C e das 8 vitaminas do complexo B (tiamina, riboflavina, niacina, ácido pantoténico, biotina, vitamina B6, vitamina B12 e ácido fólico). Ao serem hidrossolúveis, o organismo elimina-as rapidamente pela urina, por isso devem ser ingeridas regularmente através de uma alimentação variada rica em vitaminas e minerais. 

Gota de água

Minerais

Os minerais classificam-se em duas categorias: macroelementos e microelementos ou oligoelementos, sendo que “oligos” vem do grego e significa “pouco”. 

A diferença entre as duas categorias de minerais está na quantidade necessária de cada mineral para o organismo: no caso dos macroelementos (cálcio, fósforo, magnésio, sódio, potássio, cloro e enxofre), vemos as quantidades em miligramas. Enquanto que no caso dos oligoelementos (ferro, manganês, cobre, iodo, molibdénio, zinco, crómio, flúor e selénio), falamos em microgramas. E, tal como nas vitaminas, os minerais são fundamentais para a saúde física e mental do organismo. Os oligoelementos, apesar de aparecerem em muito poucas quantidades, não significa que não sejam importantes. Tal como os macroelementos, são indispensáveis para o normal funcionamento do nosso corpo. É por estas razões que as vitaminas e minerais são essenciais para assegurar o bom funcionamento do organismo.